Biografia

Assis Carvalho é deputado federal piauiense pelo Partido dos Trabalhadores. Membro titular da Comissão de Finanças e Tributação (responsável pela Reforma Tributária), do Colegiado de vice-líderes do PT, do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, presidente da Subcomissão de Assuntos Federativos da Comissão de Finanças e Tributação, Suplente da Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania, membro das Frentes Parlamentares da Saúde, da Igualdade Racial, da Primeira Infância. Suas prioridades no mandato são Saúde (inclui Trânsito), Moradia, Água e Democratização da Comunicação.

Deputado federal mais votado pelo Partido dos Trabalhadores com quase 100 mil votos. Apresentou projeto para inclusão de Libras como disciplina nos currículos das escolas públicas de forma a capacitar as pessoas não surdas a se comunicar com as que têm deficiência auditiva. Também está coletando assinaturas para a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para regulamentar a distribuição do ICMS das compras feitas via internet e outras formas não presenciais. E defende a PEC do Serviço de Cidadania, que visa levar aos municípios do interior profissionais recém-formados em áreas diversas, de forma a garantir o acesso das populações a serviços especializados, hoje concentrados nas grandes cidades.

Gestor eficiente e premiado na Secretaria de Estado da Saúde, direção do Detran-PI e presidente da Agespisa (companhia de águas do Piauí); deputado estadual mais bem votado pelo PT em 2006 com quase 34 mil votos e parlamentar influente na Assembleia Legislativa do Piauí; militante atuante nos movimentos sociais como presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal e referência na luta pela implementação de rádios comunitárias e no movimento sindical. Deputado federal mais votado pelo PT com quase 100 mil votos em 2010.

Nascido no povoado Santo Antonio, em Oeiras, há 49 anos, casado e pai de três filhos, Francisco de Assis Carvalho Gonçalves é o mais velho de oito irmãos. Começou a trabalhar cedo para ajudar nas despesas da casa, dividindo o tempo entre os estudos e a venda de picolés para incrementar a renda familiar. Na primeira vez que entrou numa escola para estudar tinha quase10 anos de idade.

Mudou-se para Teresina, onde continuou os estudos e trabalhou como auxiliar de assentador de vidros, auxiliar de escritório, gerente de lojas volantes até passar no concurso para bancário da Caixa Econômica Federal, em 1982. Formou-se em Letras pela Universidade Federal do Piauí no ano de 1997.

Em seu histórico, constam diversas ações pela melhoria da qualidade de vida dos piauienses. Na administração Wellington Dias, enfrentou três grandes desafios e, com muito trabalho e seriedade, conseguiu corresponder às expectativas do povo do Piauí. Em sua gestão como secretário de Saúde, hospitais foram reformados, equipamentos de ponta estão ajudando a modernizar o atendimento médico, a saúde foi descentralizada, investimentos foram feitos para melhorar a atenção primária. Os resultados estão sendo sentidos pelos usuários do SUS com uma rede de saúde mais organizada e hospitais com maior resolutividade e também nos resultados de trabalhos como o da prevenção de dengue (que reduziu em mais de 60% no Piauí).

Foi diretor geral do Detran, considerado, na época, um dos piores departamentos de trânsito do Brasil. Durante sua gestão, Assis informatizou, modernizou e ampliou o atendimento. Realizou campanhas educativas vitoriosas como a faixa de pedestres e promoveu a moralização do órgão, combatendo a máfia do Detran. Ao final de sua administração, o Detran do Piauí subiu para a segunda colocação no ranking brasileiro, tornando-se motivo de orgulho para os piauienses.

Foi também presidente da Agespisa – onde buscou levar a água para o máximo de famílias. Modernizou, descentralizou e ampliou o atendimento, investiu nas estações de tratamento para garantir a qualidade da água. A campanha pelo uso racional da água e a ampliação do abastecimento de água na capital e no interior beneficiou cidades como Guaribas.

Como deputado estadual presidiu a Comissão de Constituição e Justiça e aprovou projetos importantes como o Código de Saúde do Piauí.

Nos anos 90, Assis liderou o movimento pela democratização da comunicação que teve como ponto alto a instalação de rádios comunitárias em todo o Piauí. Ele foi o primeiro presidente da Associação de Rádios Comunitárias do Estado.

Como bancário, alcançou importantes conquistas para a categoria, junto com valorosos companheiros que hoje também são destaques: Wellington Dias, Simplício Mário, Jesus Alves, Regina Sousa. Presidiu a Associação do Pessoal da Caixa (APCEF) e foi duas vezes dirigente do Sindicato dos Bancários. Foi ainda membro da diretoria da Confederação Nacional dos Bancários e sócio-fundador da Cooperativa de Crédito dos Bancários de Teresina.