Notícias

Bancada do PT presta solidariedade a Lula e marca presença na resistência em São Bernardo

19 abr 2018

Grande parte da bancada do PT na Câmara dos Deputados está, desde ontem (5), com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), prestando apoio e solidariedade e também participando da vigília popular – na frente da entidade – em defesa do ex-presidente e da democracia. Pelo Twitter, tantos os parlamentares que se encontram no sindicato quanto aqueles que devem se deslocar ainda nesta sexta-feira (6) para o local, expressaram apoio e solidariedade e também indignação e repúdio contra a ordem de prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro, pela evidente violação ao direito de defesa de Lula.

Em uma foto ao lado do ex-presidente e com o braço erguido e punho fechado, o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS) disse que “#LulaValeAluta #OcupaSãoBernardo em defesa da democracia e contra as arbitrariedades no pedido de prisão de Lula”.

Sobre a apreensão causada com a ordem de prisão de Lula, o deputado Marco Maia (PT-RS) disse que “Jamais abaixaremos a cabeça! Jamais perderemos a esperança! #LulaValeALuta”.

A deputada Erika Kokay (PT-DF) destacou que “A hora é de pegar a história pelas mãos e transformá-la. Quem defende a legalidade democrática, a liberdade de Lula e o direito de o ex-presidente disputar as eleições em outubro precisa estar nas ruas no dia de hoje”, ressaltou a parlamentar ao lembrar do Ato em Brasília, nesta sexta-feira (6), às 16h, no Conic.

Sobre a ilegalidade do pedido de prisão, o deputado Pepe Vargas (PT-RS) destacou que “o devido processo legal é garantido a todos, mas a Lula tem sido negado, então Lula é perseguido”.

Na mesma linha, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) lembrou que “os atos de resistência democrática, diante da exceção e do arbítrio, constituem um belo exemplo do caráter da nossa nossa gente que luta por justiça e democracia. A elite quer nos deixar uma herança de miséria, exploração e violência. Vamos com Lula mudar o rumo da trama golpista”.

O deputado Padre João (PT-MG) destacou que “a determinação de Moro é ilegal, arbitrária e golpista!”

Resistência– Em um vídeo gravado em frente à sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, os deputados petistas João Daniel (SE) e Valmir Assunção (BA) hipotecaram apoio e solidariedade a Lula. João Daniel disse que estava no local, “junto com militantes do movimento social e sindical em defesa de Lula”.

O deputado Valmir Assunção destacou que a vigília popular em defesa de Lula é um “ato de resistência para mostrar ao Brasil que o que estão fazendo com Lula não se pode aceitar”. “Todo brasileiro deve ir as ruas hoje (6) e manifestar a sua indignação”, conclamou.

Já o deputado José Mentor (PT-SP) fez uma convocação a todos que se solidarizam a Lula e que se opõem ao arbítrio. “Quem puder deve vir para São Bernardo do Campo, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. #LulaValeALuta #OcupaSãoBernardo”, tuitou.

Também manifestaram apoio e solidariedade a Lula ou postaram fotos, cards ou mensagens de repúdio e indignação contra a decisão de Moro os deputados petistas Afonso Florence (BA), Ana Perugini (SP), Arlindo Chinaglia (SP), Assis Carvalho (PI), Benedita da Silva (RJ), Bohn Gass (RS), Carlos Zarattini (SP), Celso Pansera (RJ), Décio Lima (SC), Enio Verri (PR), Helder Salomão (ES), João Daniel (SE), Jorge Solla (BA), José Guimarães (CE), Leonardo Monteiro (MG), Léo de Brito (PT-AC), Luizianne Lins (CE), Luiz Couto (PB), Luiz Sérgio (RJ), Marcon (RS), Margarida Salomão (PT-MG), Maria do Rosário (RS), Nelson Pellegrino (PT-BA), Pedro Uczai (PT-SC), Rubens Otoni (PT-GO), Vander Loubet (MS), Wadih Damous (PT-RJ), Waldenor Pereira (BA) e Zé Geraldo (PA).

Fonte: ptnacamara.org.br